Livros do Autor

Os livros de Agatha Christie foram traduzidos para cerca de 50 idiomas diferentes somando mais de dois bilhões de cópias em todo o mundo. Aqui, os livros mais famosos da Rainha do Crime.

O misterioso caso de Styles

(The Mysterious Affair at Styles)

Principal motivo da fama: primeiro livro publicado por Agatha Christie e primeira aparição do detetive Hercule Poirot

O romance de estreia de Agatha Christie, publicado em 1920, também é o primeiro a ter como protagonista aquele que se tornaria um dos mais famosos detetives da literatura: Hercule Poirot. Poirot é ajudado por seu amigo, o capitão Hastings, que é quem narra a história na primeira pessoa. O livro traz ainda o inspetor Japp, da Scotland Yard. Ambientado em uma enorme e isolada casa de campo, o livro traz mapas da residência, da cena do assassinato e parte de um fragmento de testamento. Há também muitas pistas falsas e uma surpreendente mudança na trama.

Trama: no meio da noite, a Sra. Inglethorp, a rica proprietária da mansão Styles, é encontrada morta na sua cama, aparentemente vítima de um ataque cardíaco. As portas trancadas por dentro indicam tratar-se de uma morte natural. Mas o médico da família levanta uma suspeita: envenenamento. A partir de então, todos os hóspedes da velha mansão, incluindo seu segundo marido e seus enteados passam a ser suspeitos. Para solucionar o mistério, entram em ação Hercule Poirot e seu fiel amigo, capitão Arthur Hastings.

Assassinato de Roger Ackroyd

(The murder of Roger Ackroyd)

Principal motivo da fama: primeiro livro de Agatha publicado pela editora Collins.

Lançado em 1926, é protagonizado pelo detetive belga Hercule Poirot. É considerado uma das obras-primas de Agatha Christie, ainda que a solução do mistério cause grande polêmica. Além da escritora ter usado um recurso inédito, ela ainda despreza as convenções dos romances policiais.

Trama: O romance é ambientado na sossegada vila britânica de Kings About, onde o principal passatempo de seus habitantes é falar da vida alheia. É lá, por exemplo, que muitos discutem a vida de Roger Ackroyd, considerado um “fidalgo rural”. O grupo das “más línguas” é liderado pela senhora Caroline Sheepard que anda a especular sobre o relacionamento da viúva Ferrars com Mr. Ackroyd. Em meio a chantagens e cartas anônimas, Mr. Ackroyd é assassinado. Mas, por coincidência, Hercule Poirot está descansando na vila, plantando abóboras. Então, com a ajuda do Dr. Sheepard, irmã da fofoqueira Caroline, ele inicia uma investigação que, no final, levará ao mais improvável desfecho.

Assassinato na casa do pastor

(The murder at the Vicarage)

Principal motivo da fama:  primeiro caso de Miss Marple, a simpática e sagaz velhinha que tudo sabe e tudo descobre

A estreia de Miss Marple, o aparecimento de personagens inusitados e a engenhosidade da trama fazem deste romance de 1930 um dos clássicos de Agatha Christie. Assassinato na casa do pastor foi publicado em 2009 na Coleção L&PM POCKET.

Trama: a história se passa em St. Mary Mead, um pacato vilarejo onde há quinze anos não ocorre um homicídio e onde as pessoas discutem a vida alheia tomando chá. Quando um sangrento crime acontece em plena casa do pastor, o alvoroço é grande. O arrogante inspetor Slack é escalado para investigar o caso. O mistério também intriga uma discreta moradora que gosta de jardinagem e de observar pássaros de binóculo, mas cujo principal hobby é o estudo do comportamento humano: Miss Marple.

O caso dos dez negrinhos

(The little niggers ou And ten there were none)

Principal motivo da fama: É um dos maiores best-sellers de todos os tempos, com cerca de 100 milhões de cópias vendidas.

Publicado em 1939, o livro causou polêmica devido aos “negrinhos” do título. Tanto que, nos EUA, teve seu nome alterado para And then there were none ou Ten little Indians. Tornou-se o título mais vendido de Agatha Christie e foi adaptado por ela para o teatro.

Nos anos 1950, chegou a ser publicado no Brasil com o nome de O vingador invisível e, em 2008, com o título de E não sobrou nenhum. A L&PM publica essa história em HQ com o título original.

Trama: em uma ilha deserta na costa de Devon, oito estranhos são atraídos para uma mansão por um misterioso homem e sua esposa, por cartas que são assinadas com U. N. Owen. No primeiro capítulo do livro, que é dividido em oito partes, é relatada a viagem dos convidados, mostrando os motivos que os levaram à ilha. Lá, eles se encontram com o casal de criados dos Owen, Mr. e Mrs. Rogers. Após o jantar, todos ali presentes são acusados de um crime, através de uma voz que vem do gramofone. Na parede do quarto de cada um, há o seguinte poema:

Dez negrinhos vão jantar enquanto não chove;
Um deles se engasgou e então ficaram nove.
Nove negrinhos sem dormir: mas nenhum está afoito!
Um deles cai no sono, e então ficaram oito.
Oito negrinhos vão a Devon de charrete;
Um não quis mais voltar, e então ficaram sete.
Sete negrinhos vão rachar lenha, mas eis
Que um deles se corta, e então ficaram seis.
Seis negrinhos em uma colméia trabalham com afinco;
A um deles pica uma abelha, e então ficaram cinco.
Cinco negrinhos no tribunal. Ver e julgar um fato;
Um ali foi julgado, e então ficaram quatro.
Quatro negrinhos no mar; a um tragou de vez
O arenque defumado, e então ficaram três.
Três negrinhos passeando no zoo. Vendo leões e bois.
O urso abraçou um, e então ficaram dois.
Dois negrinhos brincando ao sol, sem medo algum;
Um deles se queimou, e então ficou só um.
Um negrinho aqui está a sós, apenas um;
Ele então se enforcou, e não sobrou nenhum.

Um crime adormecido

(Sleeping murder)

Principal motivo da fama: publicado em 1976, após a morte de Agatha Christie, é o último caso de Miss Marple

Segundo jornal Sunday Express é “um quebra-cabeça sinuoso, surpreendente e que satisfaz plenamente o leitor”. O livro, escrito por Agatha Christie durante a Segunda Guerra Mundial, ficou lacrado no cofre de um banco e só saiu de lá quando a escritora, já octogenária, finalmente autorizou sua publicação. A L&PM publica Um crime adormecido na Coleção L&PM POCKET com tradução de Rodrigo Breunig.

Trama: Gwenda Reed, 21 anos, recém-casada, acaba de comprar uma casa centenária no litoral sul da Inglaterra. Trata-se da residência ideal para um futuro vibrante. Aos poucos, porém, o novo lar vai revelando sinais sinistros. Mas como é possível que Gwenda possa intuir que um dia houve uma porta onde hoje há uma parede sem passagem? Ou que possa adivinhar, com precisão de detalhes, qual a estampa do papel de parede original de um quarto? Sem saber exatamente como, ela adquire a certeza de que uma mulher foi ou será morta na casa. Miss Marple, perspicaz como sempre, guiará Gwenda pelos segredos aterradores que seu próprio lar esconde.

Cai o pano

(Curtain)

Principal motivo da fama: é o último caso do detetive Hercule Poirot e o último livro a ser publicado em vida por Agatha Christie

Assim como Um crime adormecido, Cai o pano foi escrito durante a Segunda Guerra Mundial e ficou lacrado no cofre de um banco até ter sua publicação ser autorizada pela escritora em 1975. Foi o último romance publicado em vida por Agatha Christie.

Trama: já idoso, o detetive Hercule Poirot volta ao local de seu primeiro caso (O Misterioso Caso de Styles) à procura de um assassino. Para ajudá-lo, não poderia chamar outro além de seu fiel amigo, Arthur Hastings, que também já está velho e viúvo. Juntos, eles embarcam em uma última caçada que começa quando Poirot reúne cinco crimes que, aparentemente, tiveram a participação do assassino que estava no história O misterioso caso de Styles.

 

Assassinato no Expresso Oriente

(Murder on the Orient Express)

Principal motivo da fama: foi adaptado ao cinema com direção de Sidney Lumet e, em 1975, Ingrid Bergman recebeu o Oscar de melhor atriz coadjuvante por seu papel no filme

Publicado em 1934, Assassinato no Expresso Oriente é mais um caso do detetive Hercule Poirot. A L&PM publica essa história, adaptada, em Quadrinhos.

Trama: voltando de um importante caso na Síria, Hercule Poirot embarca no Expresso do Oriente em Istambul. O trem está estranhamente cheio para aquela época do ano. De madrugada, algo estranho acontece. No dia seguinte, o detetive descobre que um dos passageiros foi esfaqueado doze vezes enquanto dormia. Porém tudo é muito misterioso: algumas chagas são profundas e outras superficiais, algumas parecem ter sido feitas por uma pessoa canhota e outros por um destro.

Sobre o Autor

Agatha Christie é conhecida pelo mundo como a Rainha do Crime. Seus livros venderam mais de um bilhão de cópias em inglês com outro bilhão em línguas estrangeiras. Ela é autora mais publicada de todos os tempos em qualquer idioma, somente ultrapassada pela Bíblia e por Shakespeare.

L&PM Games

Sugestões

PUNIÇÃO PARA A INOCÊNCIA

A AVENTURA DO PUDIM DE NATAL

OS 13 PROBLEMAS

O NATAL DE POIROT

 Voltar  Topo     Imprimir
 
Home    Quem Somos    Sala de Imprensa    Agenda    Entrevistas    Mapa do Site    Fale Conosco
 

Rua Comendador Coruja, 314 - Fone: (51) 3225.5777 - Fax: (51) 3221.5380 - Porto Alegre/RS - CEP 90220-180
Rua Barra do Tibaji, 354 - Fone: (11) 3578.6606 - São Paulo/SP – CEP 01128-000

Powered by CIS Manager   Desenvolvido por Construtiva